>> Garanta seu Planejamento de Estudos clicando aqui <<



Do total de oportunidades, 19.013 são para o cargo de recenseador,que pede apenas ensino fundamental, 7.161 para cargos de ensino médio e 266 para nível superior.

Para ensino médio, as opções são para as carreiras de agente censitário regional (375), agente censitário administrativo (381), agente censitário municipal (1.285), agente censitário supervisor (4.946) e agente censitário de informática (174).

Por fim, em caso de nível superior, a oferta é de 266 postos para analista censitário.

Para o cargo de recenseador, que oferece 19.013 vagas e pede apenas ensino fundamental, a remuneração inicial é de R$ 3 mil, podendo variar de acordo com as pesquisas. Para agente censitário regional, o inicial é de R$ 3.458. Para agente censitário administrativo, R$ 2.018. Para agentes censitários municipal, supervisor e de informática, inicial de R$ 2.000. Finalmente, para analista censitário, que pede nível superior, o inicial é de R$ 7.624.

[R-slider id=”1″]

Os contratos serão pelo período de um ano, podendo ser prorrogados até três.

Os temporários também contam com direito a 13º salário e férias remuneradas.

A distribuição de vagas ainda não foi anunciada, mas deverão existir oportunidades para todos os estados, além do Distrito Federal.

O lançamento desta seleção vem sendo discutido no Senado Federal. O motivo é que a sua abertura poderia ser uma “salvação” para o grande índice de desemprego no país, sem contar que o último censo agropecuário aconteceu em 2006 e este setor do mercado precisa ter os seus dados atualizados.

Fonte: JC Concursos

Chat online