>> Garanta seu Planejamento de Estudos clicando aqui <<



Foi publicado nesta sexta-feira, 31 de Março, o edital do Concurso TJ SP para o cargo de Escrevente Técnico Judiciário. O certame ofertará 590 vagas para a cidade de São Paulo e entorno. As inscrições podem ser feitas no site da banca VUNESP entre os dias 10/Abril e 17/Maio, e custam R$68. Para concorrer a uma das vagas é necessário ter concluído o Ensino Médio até a data da posse no cargo.

 

Vagas do Concurso TJ SP Escrevente

De acordo com o edital, serão ofertadas 590 vagas, sendo 400 para São Paulo – Capital (sede do Tribunal). Além delas, serão disponibilizadas 10 vagas para cada uma das demais circunscrições, cujas sedes são em:

  • São Bernardo do Campo
  • Santo André
  • Osasco
  • Guarulhos
  • Mogi das Cruzes
  • Itapecerica da Serra
  • Campinas (30 vagas)
  • Jundiaí
  • Bragança Paulista
  • Mogi Mirim
  • Rio Claro
  • Limeira
  • Pirassununga
  • Piracicaba
  • São João da Boa Vista
  • Americana
  • Amparo.

Foram reservadas 20% das vagas para candidatos negros e 5% para pessoas com deficiência, conforme exige a legislação.

Além das vagas para Escrevente, o TJ SP também está dois outros concursos abertos. São 74 vagas para Psicólogo Judiciário e 132 vagas para Assistente Social. Saiba mais sobre esses dois cargos em:

[R-slider id=”1″]

Remuneração de Escrevente Técnico Judiciário do TJ SP

A remuneração prevista no edital é de R$4.473,16 para uma jornada de 40 horas de trabalho semanais. A este valor devem ser acrescidos os auxílios para alimentação, saúde e transporte. Considerando ainda as funções gratificadas, que são abundantes no Tribunal (em especial aquelas de valores mais baixos), é possível iniciar a carreira recebendo cerca de R$6.000,00, e até mesmo R$7.000,00 por mês.

Etapas do Concurso TJ SP – Escrevente

O concurso é composto de duas etapas, sendo uma prova objetiva de 100 questões e uma prova prática de formatação e digitação de texto. A prova objetiva será realizada no dia 02/07/2017, isto é, daqui a aproximadamente 3 meses. Os candidatos terão 5 horas para enfrentar as seguintes disciplinas:

BLOCO I:

  • Língua Portuguesa (24 questões);

BLOCO II:

  • Conhecimentos em Direito (40 questões sobre Direito Penal, Processual Penal, Processual Civil, Constitucional, Administrativo e Normas da Corregedoria);

BLOCO III:

  • Atualidades (4 questões);
  • Matemática (6 questões);
  • Informática (16 questões);
  • Raciocínio Lógico (10 questões).

 

As questões da prova objetiva serão de múltipla escolha, contendo 5 alternativas. A prova será avaliada em uma escala de 0 a 10, isto é, o candidato que gabaritar a prova terá nota 10. É obrigatório acertar pelo menos 50% das questões dos blocos I e II, caso contrário o candidato é eliminado do concurso. O bloco III, embora não tenha caráter eliminatório, contará para a pontuação e, naturalmente, a classificação final do candidato.

 

Já a prova prática, cujo valor é de até 10 pontos (com nota mínima igual a 5), consistirá da digitação de um texto e formatação, em um computador que rode o sistema operacional Microsoft Windows. A prova será executada no programa Microsoft Word 2010. As quantidades de candidatos que serão convocados para as provas práticas estão no quadro a seguir. Vale lembrar que, no último concurso para a Capital, toda a lista de aprovados foi chamada (mesmo aqueles que estavam fora das vagas). Somente na cidade de São Paulo foram nomeados 1.195 Escreventes.

concurso tj sp escrevente edital

A data da prova prática ainda será definida pela banca VUNESP.

Fonte: Estratégia Concursos

Chat online