>> Garanta seu Planejamento de Estudos clicando aqui <<



A Secretaria de Estado de Finanças do estado de Rondônia confirmou a realização de um novo concurso para o provimento de vagas. A informação sobre o concurso Sefin RO foi confirmada oficialmente nesta sexta-feira (31), ao Estratégia Concursos.

O setor responsável pelo planejamento do certame é a Superintendência Estadual de Gestão de Pessoas (SEGEP).

Ainda não há uma previsão de quantas vagas e para quais cargos serão distribuídas as oportunidades, mas espera-se que o certame oferte vagas para os cargos de técnico tributário e auditor fiscal.

O salário inicial, conforme o último edital do concurso para auditor, que requer formação em Direito, Contabilidade, Economia e Administração pode chegar a R$ 15.000,00. Já para técnico os vencimentos iniciais giram em torno dos R$ 7.500,00.

Servidores de uma secretaria de finanças têm a missão de exercer atividades típicas de Estado como a auditoria, controle, fiscalização e constituição dos créditos tributários.

Nota do órgão

O processo a que se refere encontra-se em fase de escolha de banca avaliadora. Não temos informações de datas e prazos de quando o mesmo estará totalmente saneado.

[R-slider id=”1″]

Último concurso Sefin RO

Organizado pela Fundação Carlos Chagas (FCC), o último concurso Sefin RO aconteceu em 2009. Foram ofertadas 50 vagas para auditor fiscal. O salário inicial conforme o último edital era de R$ 10 mil, chegando a R$ 15 mil. Os inscritos foram avaliados por meio de provas objetivas, contendo 100 questões de múltipla escolha. Edital Sefin RO 2009.

Na imagem a seguir, trecho retirado do último edital do concurso Sefin RO, você confere como foram distribuídas as disciplinas na prova objetiva:

concurso-Sefin-RO

O Sefin RO

Conforme o decreto nº 20.288, publicado em novembro de 2015, compete à Secretaria de Estado de Finanças do estado de Rondônia:

I – a formulação da política econômico-tributária do Estado;
II – o estudo, a regulamentação, a fiscalização e o controle da aplicação da Legislação Tributária;
III – a orientação dos contribuintes para a correta observância da Legislação Tributária;
IV – o planejamento fiscal, arrecadação e fiscalização de tributos;
V – a execução de atividades centrais referentes aos sistemas orçamentários e financeiros;
VI – o planejamento financeiro, o processamento central de despesas públicas, a tesouraria, a administração da dívida pública, a contabilidade geral do Estado, controle interno e a prestação geral de contas;
VII – formulação e execução do controle do Poder Executivo, formulação e execução da política de crédito do Governo do Estado; e
VIII – promover todos os atos necessários até a efetiva liquidação e extinção das empresas públicas em processo de liquidação e extinção ou que venha a ingressar nesta condição.

Fonte: Estratégia Concursos

Chat online