>> Garanta seu Planejamento de Estudos clicando aqui <<



O momento não poderia ser melhor para quem busca uma vaga na área da educação em SP. Isto porque o Estado conta, atualmente, com pelo menos 19.051 vagas já autorizadas e que devem ter seus concursosabertos ainda em 2018.

Destinadas a candidatos de níveis fundamental, médio e superior, as oportunidades estão distribuídas entre a SEE/SP (Secretaria Estadual de Educação de São Paulo), o CEETEPS (Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza) e a SME/SP (Secretaria Municipal de Educação de São Paulo). Haverá ofertas de professor, coordenador pedagógico, supervisor de ensino etc.

Vale ressaltar, ainda, que, embora as vagas sejam para órgãos da área da educação, nem todas são para cargos da educação, afinal, instituições precisam de outros setores para funcionar, como administrativo, operacional etc. Sendo assim, será possível encontrar postos também para oficial administrativo, auxiliar operacional, entre outras carreiras.

SEE/SP

Só na secretaria estadual estão previstas 15.548 vagas, sendo que 15.000 delas são para professor de educação básica II (PEB II), função que requer nível superior com licenciatura na respectiva área de atuação. Deste total, 10.230 são para a ampliação da rede de ensino e 4.770 para reposição de professores PEB II que foram desligados ou se aposentaram. No pedido já consta, inclusive, uma previsão para a nomeação dos aprovados para as vagas efetivas: agosto de 2019.

A SEE/SP se prepara para abrir também 372 vagas de supervisor de ensino, cargo com exigência de licenciatura plena em pedagogia ou pós-graduação na área de educação e experiência mínima de oito anos de exercício no magistério, dos quais três devem ser em gestão educacional. Quem pretende participar do concurso pode ir se preparando com base na resolução SE 50, de 7 de julho, que traz o perfil, competências e capacidades técnicas da carreira de supervisor de ensino, bem como bibliografia e legislação que serão cobradas na prova.

Outro concurso que a secretaria pretende abrir ainda este ano é o de oficial administrativo, para provimento de 176 vagas. O cargo requer apenas a conclusão do ensino médio e tem, como principais atribuições: executar tarefas de apoio administrativo, de média complexidade, em diversas áreas, sob supervisão direta; prestar atendimento ao público externo e interno, sobre assuntos relacionados à sua área de atuação; efetuar o controle simples de registro de papéis de interesse em sua área de atuação; redigir correspondências de natureza simples; entre outras atividades.

CEETEPS

O Centro paula Souza também está avançando com os preparativos de três concursos públicos. O primeiro deles foi autorizado em maio e deve sair já nas próximas semanas. É para o preenchimento de 540 vagas em cargos administrativos: agente técnico administrativo (nível médio), analista de suporte e gestão (nível superior) e especialista em planejamento educacional (nível superior). Os salários iniciais chegam a R$ 4,3 mil por mês.

Quem possui formação de nível fundamental poderá se candidatar às 399 vagas que serão abertas para operacional de suporte. As oportunidades estarão distribuídas entre as funções de trabalhador braçal e reparador geral.

O CEETEPS abrirá também 827 postos para cargos da área da educação. Do total de postos, 133 são para auxiliar de docente, cargo que requer formação profissional técnica de ensino médio, com habilitação específica na área de educação. Serão oferecidas também 496 vagas para professor de ensino médio ou técnico, sendo 120 exclusivamente para a reposição de pessoal contrato em caráter excepcional e temporário. Para concorrer na carreira é necessário possuir licenciatura de graduação plena ou equivalente, com habilitação na área específica da disciplina a ser lecionada ou formação de nível superior em área correspondente e complementação específica.

SME/SP

No final de setembro, a Secretaria Municipal de Educação da capital paulista recebeu autorizações para dois novos concursos, sendo que um deles vai preencher 1.109 vagas de nível médio na carreira de auxiliar técnico de educação, que é dividida em duas áreas: inspeção escolar (atendimento e acompanhamento aos alunos nos horários de entrada, saída, recreio e em outros períodos em que não houver a assistência do professor) e serviços de secretaria (receber, classificar, arquivar, instruir e encaminhar documentos ou expedientes de funcionários e de alunos da escola, garantindo sua atualização).

A outra seleção autorizada é para provimento de 628 postos de coordenador pedagógico. O cargo requer licenciatura plena em pedagogia; pós-graduação stricto sensu em educação ou pós-graduação lato sensu em educação, de no mínimo 800 horas; e experiência mínima de três anos no magistério. O coordenador pedagógico é responsável por coordenar a elaboração, implementação e avaliação do projeto político pedagógico da unidade educacional; elaborar o plano de trabalho da coordenação pedagógica; coordenar a elaboração, implementação e integração dos planos de trabalho dos professores e demais profissionais em atividades docentes, entre outras atividades.

Fonte: Alerta Concurso

Chat online