>> Garanta seu Planejamento de Estudos clicando aqui <<



1º DICA – Seja Paciente e Persistente!

Pessoal, a Contabilidade é uma ciência própria, cheia de particularidades, mecanismos, linguagens; vai exigir que você entenda a sua essência. Não é uma norma, na qual a leitura e capacidade mnemônica vão te garantir uma boa nota! VOCÊ VAI LEVAR TEMPO PARA APRENDER E ISSO É PERFEITAMENTE NORMAL.

Portanto, caro concurseiro (a), tenha em mente que teremos dificuldades, mas você TEM CONDIÇÕES DE APRENDER CONTABILIDADE PARA CONCURSOS. Saiba que você terá que se esforçar muito e irá gastar uma boa quantidade de HBCs (Hora-Bunda-Cadeira, rsrs) para chegar a um nível alto nessa disciplina, como estão os candidatos que estão sendo aprovados nos concursos públicos.

Em alguns momentos o desespero pode bater, pode esperar. “Isso não faz sentido! Isso deveria ser ao contrário”, “Não entendo a DFC”, todos passamos por esses momentos, mas VAMOS SUPERAR ESSAS DIFICULDADES.

Não sou formado em Contabilidade! E agora?

Isso vale para pessoas de qualquer formação, galera! Temos alunos aprovados em concursos de ponta, que tiraram notas altíssimas em Contabilidade, que são graduados em áreas de conhecimento que não possuem relação alguma com a nossa disciplina: dentistas, veterinários, músicos (Contabilidade e Música tem tudo a ver!), advogados, etc. Não é a sua formação que vai te impedir de aprender.

Quanto meses ou anos eu levarei para chegar nesse nível, professor Julio Cardozo? Sinceramente, não há prazo galera, cada ser humano é único e possui suas características. Mas, priorize o estudo da Contabilidade DESDE O ÍNICIO DE SUA PREPARAÇÃO PARA CONCURSOS, se você quiser reduzir esse tempo de preparação.

Deixar para estudar Contabilidade após a publicação do edital é, sem dúvidas, uma estratégia temerária e o preço a pagar pode ser bem caro. É muito difícil que algum concurso público da área fiscal e controle não exija Contabilidade – só vi, até hoje, alguns cargos de prefeituras bem pequenas – assim sendo, não há motivo para não destinar tempo AGORA para sua preparação, ok?

2º DICA – Conheça o Dialeto Contábil

Pessoal, a Contabilidade possui uma linguagem própria, cheia de “gírias”, e para o aprendizado da disciplina, temos que nos familiarizar com ela. Temos algumas expressões que são traduzidas de outros idiomas e, nem sempre essa tradução é das melhores e/ou reflete o significado esperado na língua portuguesa.

Vejam alguns exemplos de palavras que estão no cotidiano da nossa matéria e que não são utilizadas no senso comum ou são utilizadas com outro sentido:

débito e crédito;

– apropriar, transcorrer, incorrer;

– competência, ganho ou perda;

–  conceito de receitas, custos e despesas;

– disponível para venda e mantido para negociação;

– diferença de passivo para despesa;

– diferença de ativo para receita;

Há muitos outros exemplos, mas o que precisa ficar claro para você é que existe um verdadeiro dialeto contábil, com muitos significados e que farão toda a diferença no seu estudo e, AOS POUCOS, você irá se acostumando com ele. Tenha calma e, sempre que alguma dúvida aparecer, peça ajuda!

3º DICA – Partidas Dobradas

Lembra da 3ª Lei de Newton? “A toda ação sempre há uma reação de mesma intensidade e direção, porém sentidos opostos. ”

A Contabilidade tomou emprestada essa ideia da Natureza e, ao longo de séculos, desenvolveu o Método das Partidas Dobradas para registrar os fatos que alteram o patrimônio de determinada entidade.

Por essa sistemática, não há geração espontânea de patrimônio, SEMPRE há uma ORIGEM de recursos, a qual chamamos de CRÉDITOS e a respectiva APLICAÇÃO de recursos, chamada de DÉBITOS.

A soma das origens será sempre igual à soma das aplicações, isto é, a soma dos débitos será SEMPRE igual à soma dos créditos em um Contabilidade regularmente escriturada.

Aqui fica o alerta: débitos e créditos não tem, necessariamente, conotação negativa ou positiva para empresa. Débito não é algo ruim e crédito não é algo bom, e isso costuma dar um NÓ na cabeça de quem começa a estudar Contabilidade.

Conheça e aceite essa verdade contábil e seja feliz!!! Hahahaha.

4º DICA – Princípio da Competência

A Contabilidade como ciência possui diversos princípios, mas um dele é de fundamental importância e pode, em certos momentos, trazer estranheza para quem está dando seus primeiros passos na nossa disciplina.

Esse princípio prevê que, para reconhecermos despesas e receitas, o que importa é a ocorrência do respectivo fato gerador, que NÃO NECESSARIAMENTE COINCIDE COM A ENTRADA OU SAÍDA DE DINHEIRO (CAIXA).

Ou seja, eu posso pagar R$ 1.000 a um empregado hoje, mas essa saída de caixa não representar uma despesa!!! WHAT???? Isso mesmo, nobre concurseiro.  Uma empresa pode receber R$ 1.000.000 hoje, referente a venda de mercadorias e NÃO ser uma receita! Tá de sacanagem, professor? Sério mesmo, rsrs.  Não é caô!!

Conhecer e entender o Princípio da Competência vai alancar e, de certa forma, pode até mesmo destravar seus estudos em Contabilidade, pois é comum termos a ideia que o que vale mesmo é ter dinheiro na mão! Mas para a Contabilidade, a essência econômica da operação é o mais importante e saída ou entrada de caixa.

5º DICA – Treine a Contabilização dos fatos Contábeis

Lembro que quando comecei a ser alfabetizado, há quase 30 anos (tristeza bateu agora, haha), eu queria ler tudo o que colocassem na minha frente: jornais, bula de remédio, revista, Bíblia.  Ia devagar mesmo, naquele ritmo do “BÊ com A faz BÁ”, “BÊ com A faz BÉ”, mas, como o tempo, fui aprendendo novas palavras, fonemas, ganhando agilidade e esse processo continua, de certa forma até hoje!

No aprendizado da Contabilidade também deve ser assim: acostume-se a, desde cedo, imaginar como determinado fato contábil deve ser registrado pela Contabilidade.  “Qual o lançamento deve ser feito para a venda à vista? E a prazo? Uma parte à vista e outra a prazo”.  Quais as contas envolvidas? Quanto será o débito e quanto será o crédito?

Desde “novinho”, pergunte e questione como a Contabilidade irá contabilizar essas alterações.  No começo será complicado, “qual conta será debitada, qual será creditada? Mas com persistência e dedicação você vai ganhar agilidade.

“VERDADE LIBERTADORA”:

É impossível conhecer TODAS as contas que são utilizadas na Contabilidade, até porque, o número de rubricas utilizadas pode ser infinito, pois cada tipo de entidade, empresa, possui seus fatos contábeis próprios, o que irá demandar uma lista própria de contas. Ou seja, a cada dia de estudo podemos aprender um lançamento e/ou uma conta novos!

Sua preocupação é conhecer aquilo que é cobrado em provas e, nisso a gente ajuda!!

Conversando com alunos recentemente aprovados, percebemos que no início eles tiveram que dedicar um bom tempo do seu estudo para fazer contabilizações.  Inclusive, usaram uma metodologia que usamos em nossas aulas conhecida como “Balanços Sucessivos”.

Funciona assim: a cada fato contábil, além de efetuarmos a contabilização, preparamos um balanço patrimonial para evidenciar a alteração ocorrida na sociedade, além da Demonstração do Resultado do Exercício.

Isso mesmo! A cada lançamento, um balanço patrimonial e uma DRE! Sério, professor? Não é perda de tempo fazer isso? Com certeza não! Esse tipo de trabalho é a base do seu conhecimento contábil. E com essa estrutura bem-feita, os outros assuntos que virão serão como novos andares da sua casa contábil, mas que está “edificada sobre a rocha e não na areia”.

Muitas tempestades e pancadas virão, mas sua casa está bem firmada e não vai cair, tenha certeza.

Obviamente que depois de bem treinado, você não precisará mais dessa metodologia, mas seu conhecimento contábil já está bem solidificado!

6º DICA – VELOCIDADE X DIREÇÃO

Pessoal, sabemos que o ritmo de vida que temos hoje nos obriga a querer ter a maior quantidade de informação no menor tempo possível.  O mercado exige rapidez, eficiência, e no estudo para concursos isso também tem que ocorrer.

Só que preciso alertá-lo que os editais de Contabilidade dos concursos TOPs do Brasil acabam exigindo praticamente todo o conteúdo que aprendemos em 4 anos de graduação em Ciências Contábeis e, alguns temas, como por exemplo, alguns Pronunciamentos Contábeis nem são vistos na graduação.

Portanto, você precisa aceitar que o aprendizado é gradual; “mais importante do que a velocidade é a direção”. Sabemos que você quer passar no concurso dos seus sonhos o quanto antes, também fomos concurseiros e essa vida é muito sofrida.

Especialmente na parte Introdutória da disciplina, que contempla, assuntos, como definições básicas, objeto de estudos, Método das Partidas Dobradas, Balanço Patrimonial e Demonstração do Resultado, há uma sequência lógica e didática, a qual priorizamos em nossos cursos.  Não queime etapas.

Depois que você terminar a parte mais Geral da Contabilidade, alguns temas podem ser considerados “independentes”, especialmente os Pronunciamentos Contábeis, nesse caso, não há a necessidade de esgotar ou entender o assunto totalmente antes de passar para o próximo.

7º DICA – CONHEÇA a banca que fará a sua prova.

Contabilidade para Concursos. Apesar de ser una, a Contabilidade não é uma ciência exata, alguns entendimentos podem sofrer variações de acordo com as doutrinas e doutrinadores seguidos.  Além disso, a forma de cobrança VARIA MUITO entre as bancas de concursos.

Por exemplo: a Cebraspe/Unb é uma banca já tradicional por realizar concursos da área de controle e contador. Mas também está ganhando espaço na área fiscal.  Suas questões são, em grande maioria, teóricas e cobram assuntos desde a parte inicial da Contabilidade até os famosos Pronunciamentos Contábeis. Suas questões privilegiam a aplicação, muitas vezes aprofundadas, dos conceitos apresentados nas normas contábeis e não é uma mera prova de decoreba!

Por sua vez, a Fundação Carlos Chagas (FCC) pega muito pesado nos cálculos. É uma verdadeira corrida contra o tempo!! Mas a banca repete muito o padrão de suas questões, praticamente não há novidade em suas provas. Um candidato bem treinado já resolveu diversas questões iguais àquelas que aparecem nas provas, não vai ser surpreendido, mas vai correr contra o tempo.

Portanto, CONHEÇA SUA BANCA DE CONCURSO E RESOLVA MUITAS QUESTÕES.

Fonte: Estratégia Concursos

Chat online